Imprimir

Sugestão de Actividade de Educação Física - Apresentação do 1.º ano

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Esta actividade ajuda os alunos a conhecerem os nomes e interesses dos seus companheiros de turma.

edfisica1ciclo

Também realizei um vídeo com os diferentes exercícios desta sugestão de actividade, que pode visualizar no final deste artigo.

Primeiro exercício

Dispor os alunos sentados em círculo.
Lançar uma bola a um colega e este diz o seu nome quando apanha a bola.

Segundo exercício

Encostar os alunos a uma parede.

Atirar a bola em direção à parede oposta dizendo o nome de um aluno. Esse aluno vai buscar a bola, devolve-a ao professor e volta para o lugar.

Terceiro exercício

Chamar os alunos que gostam de uma cor, uma comida, que têm x anos, ou cujo nome começa por y letra.

Os alunos respondem à chamada fazendo uma linha de mãos dadas em frente ao professor e voltam para o lugar.

Relaxamento final

Relaxamento com 1 minuto de silêncio após um sinal do docente.

Imprimir

Três tipos de Fontes, Fonts ou letras para o 1.º ciclo

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Estou a partilhar três tipos de fontes / fonts para o 1.º ciclo.

Estas podem ser instaladas por quem usa o Sistema Operativo Windows, apenas com 2 cliques sobre o ficheiro e depois de ele abrir clicar em instalar.

Para o 1.º ciclo prefiro a Pontilhada.ttf, para que os alunos passem com o lápis, e ainda a PrimeiroCiclo.ttf para utilizar nas fichas e atividades.

fontes 1 ciclo

Os 3 ficheiros são: Manuscrito.ttf ; Primeiro Ciclo.ttf ; Fonte Cursiva Pontilhada.ttf

Podem descarregar os 3 ficheiros .ttf em anexo

 

Attachments:
FileDescriptionEnviado porFile size
Download this file (Fonte Cursiva Pontilhada.TTF)Fonte Cursiva Pontilhada.TTFFonte Cursiva Pontilhada 99 kB
Download this file (Manuscrito.ttf)Manuscrito.ttfManuscrito 37 kB
Download this file (Primeiro Ciclo.ttf)Primeiro Ciclo.ttfPrimeiro Ciclo 24 kB
Imprimir

Viagens de Porto, Sintra e Cascais a 5.29 euros na RoyalExpress

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

A partir do dia 27 de Setembro de 2019, a RoyalExpress by Scotturb irá inicial o serviço Expresso Cascais – Sintra – Porto.
banner expresso mob-1
 
Aproveite a melhor qualidade ao melhor preço do mercado.
 
Compre já aqui
 
Cascais – Portela de Sintra – Porto
SAÍDAS HORÁRIOS
Cascais
07:00
13:00
19:00
01:00
Portela
07:15
13:15
19:15
01:15
Porto
10:50
16:50
22:50
04:50
Porto – Portela de Sintra – Cascais
SAÍDAS HORÁRIOS
Porto
07:00
13:00
19:00
01:00
Portela
10:35
16:35
22:35
04:35
Cascais
10:50
16:50
22:50
04:50
 
Imprimir

Documentário Outra Escola na RTP 2

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Um olhar sobre diferentes Escolas de Portugal.

Outra Escola é uma série documental que tem como premissa inicial a pergunta: «Como é que se aprende?»

A antevisão do documentário terá lugar, no dia 14 de setembro, pelas 15h30m, no CCB, na Sala Sophia de Mello Breyner.

Com um formato de 13 episódios de 25 minutos, o programa apresenta de forma caleidoscópica diversos projetos de ensino, focando-se na pluralidade de vários contextos de aprendizagem e na experiência da educação como um momento de transformação que pode ocorrer tanto dentro como fora da escola. Dá a conhecer diferentes lugares de aprendizagem, com diferentes modos de operar que guiam diferentes formas de aprender e de pensar a educação.

outra escola

Com a autoria de Filipa Reis, João Miller Guerra, Maria Gil e produzido pela RTP 2, "Outra Escola" procura que a escola que está dentro de cada um de nós se revele mais imaginada, mais utópica, mais livre e mais real. Nesta sessão de antevisão, vamos poder assistir a um dos episódios e ainda a uma síntese do trabalho desenvolvido ao longo dos 13 episódios, abrindo depois a discussão para a comunidade educativa.

Para mais informações visite a página do evento.

Imprimir

Proteção na Parentalidade. O que vai mudar para pais e mães?

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Foi hoje publicada a nova lei da parentalidade, descubra as principais mudanças.

Sumário da Lei n.º 90/2019, 04-09-19

Reforço da proteção na parentalidade, alterando o Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro, e os Decretos-Leis n.os 89/2009, de 9 de abril, que regulamenta a proteção na parentalidade, no âmbito da eventualidade maternidade, paternidade e adoção, dos trabalhadores que exercem funções públicas integrados no regime de proteção social convergente, e 91/2009, de 9 de abril, que estabelece o regime jurídico de proteção social na parentalidade no âmbito do sistema previdencial e no subsistema de solidariedade.

parentalidade1

Licença do Pai

“É obrigatório o gozo pelo pai de uma licença parental de 20 dias úteis, seguidos ou interpolados, nas seis semanas seguintes ao nascimento da criança”, sendo que os cinco dias adicionais terão de ser gozados “de modo consecutivo imediatamente a seguir a este”. Mas em contrapartida, a licença facultativa vai diminuir, de 10 para 5 dias úteis. 

Na prática, o pai continuará a ter os mesmos 25 dias que gozava até aqui, entre licença obrigatória e facultativa. Em Diário da República ficou ainda estabelecido o direito “a três dispensas do trabalho para acompanhar a grávida às consultas pré-natais”.

parentalidade2

Prematuros

Entrará em vigor no próximo ano, o aumento da licença de parto no caso de bebés prematuros que nasçam até às 33 semanas, mesmo que não fique internada. Caso a criança fique internada, a licença “é acrescida de todo o período de internamento”, sendo que no segundo caso, acrescem 30 dias à licença.

Residentes nas Regiões Autónomas

As mulheres grávidas que residam numa ilha autónoma e precisem de se deslocar para um hospital fora da área de residência para realizar o parto, terão direito a uma licença pelo período de tempo que for considerado necessário à sua deslocação.

Doença 

Os pais com filhos portadores de deficiência, doença crónica ou doença oncológica passam a beneficiar de uma licença até seis meses, que pode ser prorrogável até aos quatro anos de idade. Caso exista necessidade de prolongar a assistência, e esta for confirmada por um médico, a licença pode ser estendida até aos seis anos.

Baixa a 100 %

O pagamento da baixa a 100% para grávidas que trabalhem de noite ou que apresentem uma gravidez de risco também é uma das medidas confirmadas.

O que pensa destas alterações à lei da parentalidade?

Deixe o seu comentário e descarregue também o folheto sobre o tema.

Attachments:
FileDescriptionEnviado porFile size
Download this file (Proteção na Parentalidade folheto.pdf)Proteção na Parentalidade folheto.pdfBrochura Proteção na Parentalidade. O que vai mudar para pais e mães? 171 kB
Imprimir

Benefícios da leitura diária

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Benefícios da leitura diária.

     Com a popularização da internet, vemos que estamos a diminuir drasticamente o nosso ritmo de leitura, não é? Se antes estávamos habituados a ler antes de dormir, hoje caímos no sono enquanto estamos a navegar nas redes sociais e nos sites. No entanto, esse hábito não é nada saudável, já que nos deixa muito agitados e despertos até na altura em que já devíamos estar a desacelerar.

     Neste artigo vamos apresentar os grandes benefícios da leitura diária, tanto durante as horas vagas, como nos momentos em que está prestes a cair no sono. Mas e se ainda não encontrou um livro que vale a pena ler até ao final? Recomendamos conhecer as livrarias e os centros comerciais nos quais irá encontrar os lançamentos e os clássicos que não pode deixar de ler. Todos os contactos e moradas desses sítios estão na web telefone-numero.com, um catálogo online com as melhores empresas em Portugal.

leitura

     Por ora vamos aos benefícios da leitura diária que já foram cientificamente comprovados. Por mais difícil que seja reabituar-se a ler todos os dias, é importante entender que o aprendizado e outros benefícios são tão importantes para a saúde do corpo e da mente como qualquer exercício físico.

Ler reduz stress

     Sabia que com apenas seis minutos de leitura diária pode combater o stress de maneira mais eficiente que ao ouvir música ou ao caminhar? A Universidade de Sussex, na Inglaterra, foi a realizadora do estudo que comprovou que esse hábito é mais eficiente que outros na altura de nos tranquilizar. Se o que vai ler é um livro, então as chances de reduzir o stress são ainda maiores, já que não vai receber notificações no telemóvel a cada minuto, pois não?

A leitura encoraja-lhe a agir

     Nos Estados Unidos, a Universidade de Ohio fez um estudo que confirma que, quanto mais se identifica com as atitudes de um personagem, maior é a chance de tomar ações na sua própria vida. Isso obviamente incentiva não apenas a agir, mas a desenvolver a empatia com o personagem e com as outras pessoas que irá encontrar. Assim irá aprender a pensar como as outras pessoas pensam, algo que talvez jamais iria desenvolver por si próprio. Muito interessante!

Ler amplia consideravelmente o seu vocabulário

     Com a prática da leitura, aprendemos diversas palavras novas e isso, consequentemente, irá interferir no aumento do nosso vocabulário, que pode tanto ser empregado nas conversas informais como na escrita. Uma vez que sabemos mais palavras, de certeza que seremos capazes de exprimir com maior precisão os nossos sentimentos e detalhar o mundo ao nosso redor. Pense nisso!

Ler previne doenças como a alzheimer e a demência

     Quando lemos, temos de fazer uma verdadeira ginástica mental, que nos irá ajudar a manter o cérebro em dia e, portanto, irá dificultar o desenvolvimento de doenças da memória, como a alzheimer e a demência. Procure adotar pequenos hábitos no presente que lhe irão ajudar (e muito) no futuro!

Imprimir

Regresso às aulas em segurança 2019

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Deves seguir estas recomendações para iniciares o ano letivo 2019/2010 em segurança.

Com o novo ano letivo à porta, a Direção-Geral do Consumidor renova a brochura informativa “Regresso às aulas em segurança”, que visa alertar para a promoção da saúde e da segurança dos mais novos no seu regresso às aulas - 2019-2020.

A Direção-Geral do Consumidor recomenda o seguinte:

Orçamento

Para uma melhor gestão do seu orçamento: NÃO COMPRE POR IMPULSO!

  • Verifique se existe material do ano letivo anterior em bom estado que possa ser aproveitado e/ou reutilizado;
  • Faça uma lista do material escolar de que as crianças necessitam, bem como de vestuário e calçado, envolvendo-as na elaboração dessa lista;
  • Planeie as suas compras, compare preços e não se precipite;
  • Se optar por levar as crianças às compras, explique-lhes previamente o que podem comprar.

consumidor seguranca

Material escolar

  • Na compra de material escolar dê prioridade à qualidade e durabilidade dos produtos e preste atenção à rotulagem e às instruções constantes nas embalagens dos mesmos.
  • Prefira as borrachas, canetas e lápis tradicionais, sem aromas. Procure, preferencialmente, as tintas de base aquosa e sem solventes;
  • Verifique se nas réguas, esquadros e afins, a escala e os números são legíveis e se não têm arestas cortantes;
  • Escolha dossiers e cadernos mais resistentes para que durem todo o ano escolar;
  • Opte, sempre que possível, por um consumo ambientalmente responsável, preferindo cadernos, agendas e pastas em materiais reciclados, lápis produzidos com madeiras certificadas de reflorestamentos e canetas produzidas com materiais biodegradáveis.

Na utilização da mochila... 

  • Escolha uma mochila adequada à estatura da criança e que não seja demasiado pesada quando vazia (uma mochila vazia não deve pesar mais do que meio quilo);
  • Prefira os modelos anatómicos, com alças largas e acolchoadas. Para se certificar de que está a comprar o modelo adequado, a criança deve experimentar a mochila;
  • Se optar por uma mochila com rodas, dê preferência aos modelos com pega regulável que se possa adaptar à altura da criança.
  • A mochila deve estar bem colocada nos ombros para proteger as costas. As alças da mochila devem ser reguladas para que esta fique colocada acima das ancas da criança;
  • O material mais pesado deverá ser colocado na parte de trás da mochila (junto às costas);
  • A mochila e o respetivo conteúdo não devem exceder 10% do peso corporal da criança (ex: para uma criança com 25 Kg, a mochila não deve pesar mais do que 2,5 Kg);
  • O conteúdo da mochila deve ser regularmente verificado para assegurar que a criança só transporta diariamente o material de que necessita.

Equipamento elétrico

  • Na compra do computador, tablet, telemóvel ou outros equipamentos como máquinas calculadoras, verifique se estes têm colocada, de modo visível, legível e indelével, a “marcação CE” no próprio equipamento, na sua embalagem, nas instruções de utilização ou na documentação relativa à garantia do produto. A marcação CE é obrigatória e significa que o produto está conforme com os requisitos legais aplicáveis, sendo representada pelo grafismo: CE ;
  • Preste particular atenção à rotulagem e prefira equipamentos que lhe garantam melhores níveis de eficiência. Na dúvida aconselhe-se junto de um profissional;
  • Antes de comprar qualquer produto verifique se é possível a sua troca/devolução e em que condições o vendedor se dispõe a fazê-lo;
  • Guarde sempre a fatura de compra para efeitos de garantia;
  • Salvo nas situações de mau uso, quando o produto apresente defeitos dentro do prazo de garantia de 2 anos, deverá contactar o vendedor para que este proceda à reposição da conformidade; Em caso de arrependimento de compra efetuada pela internet, dispõe de 14 dias para resolver o contrato sem qualquer encargo ou apresentação de justificação;

Vestuário

Na compra do vestuário a componente segurança também deve estar presente! Nas suas compras preste particular atenção à roupa com cordões.

Para proteção das crianças, evite comprar este tipo de roupa. Dê preferência a roupas que permitam às crianças deslocarem-se e brincarem em segurança.

Anualmente, registam-se em todo o mundo acidentes causados por cordões fixos e deslizantes no vestuário para criança, com consequências graves e por vezes fatais. Estes acidentes recaem, essencialmente, em dois grupos etários:

  • Nas crianças mais novas (até aos 7 anos de idade) os cordões, localizados na zona do capuz ou do pescoço, podem entrelaçar-se em equipamento de jogo e recreio (tais como escorregas), triciclos, portas e peças de mobiliário, entre outros, apresentando riscos para as crianças, nomeadamente, de estrangulamento;
  • Nas crianças mais velhas (dos 7 aos 14 anos de idade) os cordões, localizados na zona da cintura e das bainhas inferiores das peças de vestuário podem ficar presos em equipamento de jogo de recreio, elevadores e veículos em movimento, tais como portas de automóveis, autocarros, bicicletas, podendo provocar ferimentos graves, por arrastamento ou atropelamento.

Saiba que no vestuário:

  • No vestuário para crianças até aos 7 anos de idade não são permitidos cordões localizados na zona do capuz ou do pescoço.
  • No vestuário para crianças de qualquer idade não são permitidos cordões deslizantes, decorativos ou funcionais localizados na parte de trás da peça de vestuário.

Calçado

Na compra do calçado recomenda-se que:

  • A criança experimente o calçado, andando pela loja durante alguns minutos;
  • Pergunte à criança se sente o calçado apertado. Lembre-se de que o calçado apertado pode deformar os pés;
  • Verifique se existem irregularidades (nós, costuras, etc.) que possam causar desconforto ou algum tipo de lesão. Não se esqueça de verificar, regularmente, o tamanho dos sapatos e certificar-se de que possuem espaço suficiente para o pé crescer de forma saudável. 

Alimentação

A alimentação saudável em ambiente escolar é muito importante na prevenção da obesidade infantil. A nova Roda dos Alimentos constitui um bom guia para a escolha alimentar diária transmitindo, de forma simples, orientações para uma alimentação saudável, isto é:

  • Completa - com ingestão de alimentos de cada grupo e de, pelo menos, 1,5 litro de água diariamente;
  • Equilibrada - ingerindo uma quantidade de alimentos proporcional ao tamanho do grupo, respeitando o número de porções recomendado;
  • Variada - comendo alimentos diferentes dentro de cada grupo. O pequeno-almoço é a refeição principal do dia. Por isso, deve ser sempre tomado em casa e incluir leite ou iogurte, cereais de preferência integrais, pão de mistura e fruta da época. O almoço deve incluir uma sopa, um prato quente (confecionado preferencialmente sem gorduras nem frituras) e fruta para além do copo de água ou sumo sem gás. As refeições intercalares – merendas/lanches a meio da manhã e da tarde - devem incluir iogurte ou leite, uma fatia de pão de mistura e uma peça de fruta. Envolva as crianças na sua preparação e assegure-se de que as refeições são variadas e equilibradas.
  • Caso a criança leve as refeições para a escola assegure-se de que os alimentos são acondicionados em recipientes adequados que garantam a sua boa conservação; • Utilize recipientes que contenham a menção “Próprio para alimentos” ou o símbolo: De forma a adquirir e manter um estilo de vida saudável, aliado a uma boa alimentação, a Direção-Geral do Consumidor recomenda: • a prática regular de atividade física e a manutenção de peso adequado;
  • A utilização de métodos culinários saudáveis, tendo em atenção a quantidade, qualidade e variedade de alimentos.

No regresso às aulas, a redução da sinistralidade rodoviária é uma das prioridades a ter em conta.

Relembre às crianças que para atravessar é necessário:

  • Olhar para o lado esquerdo, depois para o lado direito e novamente à esquerda para confirmar que os veículos estão parados;
  • Atravessar na perpendicular e sem correr;
  • Atravessar quando o sinal luminoso para peões estiver verde; • Atravessar sempre na passadeira. Na ausência de passadeira, escolher um sítio com boa visibilidade para ambos os lados de forma a verem e a serem vistas pelos condutores;
  • No atravessamento entre veículos estacionados na faixa de rodagem, parar no limite entre os veículos estacionados, olhar à esquerda, direita, esquerda e certificar-se de que os condutores de ambos os lados estão a ceder-lhe passagem. Nas deslocações a pé, ensine às crianças as regras de segurança e acompanhe-as algumas vezes no percurso para a escola chamando a atenção para a necessidade de:
  • Caminharem sempre do lado de dentro dos passeios;
  • Nas bermas, caminharem sempre de frente para os veículos, o mais afastadas possível da faixa de rodagem;
  • Respeitarem a sinalização e atravessarem as vias sempre nas passadeiras. Na deslocacao para a escola No automovel A utilização correta dos sistemas de retenção (cadeirinhas ou bancos elevatórios) é indispensável para transportar as crianças em segurança. Qualquer que seja a distância, o percurso ou a velocidade, transporte sempre as crianças com menos de 12 anos de idade e altura inferior a 1,35m em cadeirinhas homologadas, adaptadas ao seu tamanho e peso e devidamente instaladas no veículo. 
  • A entrada e a saída do veículo devem ser sempre efetuadas do lado do passeio;
  • As crianças nem sempre são visíveis pelos espelhos do veículo! Assim, as manobras, especialmente a de marcha-atrás, devem ser realizadas com muito cuidado. Quando contratar uma empresa para efetuar o transporte coletivo de crianças, saiba que há regras legais para a prática desta atividade.

Tenha em atenção que:

  • Todos os veículos deverão ser dotados de sistemas de retenção para crianças e/ou de cintos de segurança devidamente homologados;
  • No transporte de crianças é assegurada, para além do motorista, a presença de um acompanhante adulto designado por vigilante, a quem compete zelar pela segurança das crianças. São assegurados, pelo menos, dois vigilantes quando:
  • O veículo automóvel transportar mais de 30 crianças ou jovens;
  • O veículo automóvel possuir dois pisos.
  • O vigilante deverá utilizar colete retrorrefletor e raquete de sinalização, devidamente homologados, para acompanhar as crianças no atravessamento da rua.

Para garantir a utilização da internet com segurança

  • Instale no computador uma aplicação - para controlo parental - que filtre e bloqueie o acesso a determinados conteúdos (ex: pornografia, violência, etc.);
  • Utilize a internet em conjunto com as crianças, nem que seja por curtos períodos de tempo, para de algum modo conhecer as suas habilidades e preferências;
  • Tenha sempre presente que a participação numa rede social implica a partilha de informação, incluindo fotografias, que em mãos erradas pode ser perigosa. Sensibilize os seus filhos para esta realidade;
  • Se os seus filhos fizerem parte de uma rede social, conheça primeiro esssa rede e depois ensine-os a dominar as suas funcionalidades de forma a preservarem sempre a sua privacidade e segurança. - Para ti que vais iniciar mais um ano letivo...

Para ti aluno:

  • Sabias que tens direitos que se encontram previstos na lei?
  • Conheces bem esses direitos ou já ouviste falar deles?
  • Sabias que, apesar de muito jovem, já és um consumidor?
  • Sabias que foi desenvolvido um documento orientador para auxiliar os professores a debater o tema do consumidor na tua escola com o nome “Referencial de Educação do Consumidor”?

Consulta-o em: https://www.consumidor.gov.pt/consumidor_4/educacao-ao-consumidor/referencial-de-educacao-do-consumidor.aspx

Assinala no teu calendário o dia 15 de março como o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor e comemora este dia na tua escola.

Attachments:
FileDescriptionEnviado porFile size
Download this file (brochura_regresso_as_aulas_2019.pdf)brochura_regresso_as_aulas_2019.pdfBrochura Regresso às Aulas em SegurançaDavid Azevedo5009 kB
Imprimir

O Projecto Educação para a Cidadania do Vale do Cávado

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Este projecto, direcionado para a comunidade escolar do Vale do Cávado, tem como missão promover a igualdade de acesso a uma educação de qualidade.

Os alunos vão descobrir a importância de serem cidadãos ativos, responsáveis e solidários, para a construção de uma comunidade melhor. Também vão descobrir o património do seu concelho, através da exploração de incríveis animações e jogos sobre os monumentos, as personalidades, as lendas e tradições.

Na imagem - Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável: O ciclo urbano da águaBanner MaisSaber4

De quinze em quinze dias serão lançados novos desafiaos e crachás especiais! Com os Concursos os alunos vão pôr à prova a sua criatividade e ganhar prémios! Estas atividades, de uma forma lúdica e interativa, apelam a uma participação ativa e a uma maior responsabilização, construção da comunidade.

Sempre disponível e em qualquer formato! O mural e os recursos educativos estão disponíveis online e em dispositivos móveis (Android e IOS).

Pode consultar a página aqui:

Mais Cidadania - Vale do Cávado

O projeto +Cidadania tem uma intenção clara e objetiva de envolvimento e implicação dos diversos atores da comunidade numa rede social e comunitária em prol do bem comum, tendo sido desenhado sob a temática da Educação para a Cidadania. É dirigido, em especial, para as crianças, no entanto, implica necessariamente o envolvimento dos diferentes agentes envolvidos na educação deste grupo.

A missão deste projeto é, recorrendo às tecnologias digitais, promover o desenvolvimento dos níveis de cidadania participativa em crianças mobilizando a rede social e comunitária para a construção de uma sociedade mais solidária, mais responsável e interdependente.

Este projecto está inserido na iniciativa +Cidadania da Direção Geral da Educação e pode encontrar muitos recursos para a Educação para a Cidadania neste sítio: https://cidadania.dge.mec.pt/dominios

Enviar Atividades e Recursos

Olá amigos do ensinobasico.com, para enviar fichas e atividades, ou promover ideias e projetos poderá enviar-me um documento através do UP! ou através do email: [email protected] Aguardo a vossa contribuição! Até mais.

Clique para enviar o documento