Imprimir

Alunos do 4.º e 6.º anos realizaram o exame de Português

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Cerca de 200 mil alunos realizaram hoje o exame de Língua Portuguesa, na quarta-feira realiza-se o exame de Matemática.

duvidaebs

Nestes últimos dias recebemos dezenas de comentários.

Os alunos expressam que se sentem nervosos e ansiosos, sentimentos normais nas vésperas dos exames e que com experiência podem ser contrariados.

A maioria conta que gostam do site, "que os ajudou muito", embora reclamem pelas soluções dos exercícios.

Temos um serviço de resposta a dúvidas.

O Dúvidas! é um serviço de perguntas e respostas gratuito, nas áreas curriculares do ensino básico, disponível aqui, na escola.org!

Desejo a todos um bom dia de descanso e que na quarta-feira vão relaxados para o exame de Matemática, mas com vontade de fazer o melhor possível.

Os exames

4º Ano

Prova [Caderno 1 - Caderno 2 ] – Critérios de classificação Critérios adaptados

6º Ano

Prova Critérios de classificação Critérios adaptados

Imprimir

Morreu Veiga Simão "O Reformador" da Educação em Portugal

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Gostaria de expressar o meu pesar pelo falecimento do Dr. Veiga Simão.

veiga-simao

Licenciou-se em Ciências Físico-Químicas na Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra, em 1951, e doutorou-se em Física Nuclear na Universidade de Cambridge, em 1957. Professor catedrático da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra a partir de 1961, foi nomeado reitor da Universidade de Lourenço Marques (que foi, praticamente, uma criação sua), em 1963.

Regressou a Portugal em 1970, para assumir o cargo de ministro da Educação Nacional, que abandonaria com a Revolução dos Cravos. Durante aquele período, afirmou-se como defensor da democratização do ensino (por ex: iniciou-se o ensino misto no ensino primário) e foi responsável pela criação das universidades do Minho e Aveiro, em 1973.

Foi embaixador de Portugal nas Nações Unidas, entre 1974 e 1975, ano em que se estabeleceu nos Estados Unidos. Durante a sua estada foi visiting fellow da Universidade de Yale, consultor do National Assessment and Dissemination Center e dirigiu a Portuguese Heritage Foundation.

Quando regressou a Portugal foi presidente do Laboratório Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial, de 1978 a 1983, e contratado como professor catedrático da Universidade da Beira Interior, entre 1985 e 1992.

Voltou ao exercício de funções políticas na III República Portuguesa — eleito deputado à Assembleia da República, pelo Partido Socialista, em 1983, assumiu o cargo de ministro da Indústria e Energia no Bloco Central, até 1985; em Novembro de 1997, António Guterres nomeou-o ministro da Defesa do XIII Governo Constitucional.

Referência Biográfica de Veiga Simão na Wikipédia aqui.

Imprimir

Conselho de Ministros aprovou a alteração ao regime de seleção recrutamento e mobilidade do pessoal docente

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

O Conselho de Ministros aprovou a alteração ao regime de seleção recrutamento e mobilidade do pessoal docente para os estabelecimentos públicos de educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário na dependência do Ministério da Educação e Ciência.

concurso

Este diploma expressa o empenho no reforço da valorização laboral dos professores e na definição clara das necessidades do sistema, a partir da análise da duração do vínculo temporário.

Assim, caso um docente se encontre em situação contratual em horário anual completo e sucessivo por um período de cinco anos, é aberto lugar no quadro docente do Ministério da Educação e Ciência através do mecanismo concursal externo para o quadro de zona pedagógica.

É também reforçado o leque das oportunidades de maior estabilização do pessoal docente, sendo elencados mecanismos que permitem aos docentes de carreira fazerem opções por outros grupos de recrutamento além daquele em que se encontram identificados.

Ligação aqui

Imprimir

Concurso de Docentes Extraordinário

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Foi publicado o D.L. 60/2014 que cria um novo concurso extraordinário para docentes.

Pode ler na íntegra o documento anexado. 

foto-6

Requisitos de admissão:


Podem ser opositores ao concurso externo extraordinário os candidatos que reúnam, cumulativamente, os seguintes requisitos de admissão:
a) Exercício efetivo de funções docentes com qualificação profissional em estabelecimentos públicos de educação pré-escolar ou dos ensinos básico e secundário, em pelo menos 365 dias, nos três anos letivos imediatamente anteriores ao da data de abertura do presente concurso, em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo;
b) Preencher os requisitos previstos no artigo 22.º do Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 139-A/90, de 28 de abril, adiante designado abreviadamente por ECD;
c) Ter obtido avaliação de desempenho com menção qualitativa não inferior a Bom, nos anos a que se refere a alínea a), desde que o tempo de serviço fosse obrigatoriamente avaliado nos termos da legislação ao tempo aplicável.

Efetivação da colocação:


1 — Para efeitos de ingresso na carreira, a colocação obtida nos termos do presente decreto-lei produz efeitos no dia 1 de setembro de 2014, sendo aplicado o n.º 4 do artigo 17.º do Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho.
2 — Os docentes providos em resultado da aplicação do presente decreto-lei são dispensados da realização do período probatório, desde que reúnam cumulativamente as seguintes condições:
a) Tenham, pelo menos, 730 dias de serviço efetivo prestado no mesmo nível de ensino e grupo de recrutamento em funções docentes nos últimos cinco anos imediatamente anteriores ao ano letivo 2013-2014;
b) Tenham, pelo menos, cinco anos de serviço docente efetivo com avaliação mínima de Bom.

Attachments:
FileDescriptionEnviado porFile size
Download this file (DECRETO-LEI-60-2014.pdf)DECRETO-LEI-60-2014.pdfDecreto Lei n.º 60 /2014David Azevedo202 kB
Imprimir

Descoberto Mecanismo Natural Anti Déficit de Atenção

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Dois psicólogos da Universidade Simon Fraser fizeram uma descoberta relacionada com o cérebro que pode revolucionar a percepção dos médicos e tratamento dos transtornos de déficit de atenção.

DHD

Esta descoberta abre a possibilidade de que fatores ambientais e / ou genéticos podem impedir ou reprimir a atividade cerebral que os pesquisadores identificaram como uma ajuda para evitar a distração.

The Journal of Neuroscience acaba de publicar um artigo (clique para ler) sobre a descoberta por John McDonald, professor associado de psicologia e seu aluno de doutorado John Gaspar, que fez a descoberta durante a pesquisa da sua tese de mestrado .

Este é o primeiro estudo a revelar que os nossos cérebros contam com um mecanismo de supressão ativa para evitar serem distraídos por informações irrelevantes quando queremos focar-nos num item ou tarefa específica.

McDonald, um investigador Canadiano especialista em Ciência Neuro Cognitiva, e outros cientistas descobriram a existência do índice neural específico de supressão no seu laboratório em 2009. Mas, até agora , pouco se sabe sobre como isso nos ajuda a ignorar distrações visuais .

"Esta é uma descoberta importante para neurocientistas e psicólogos , porque a maioria das ideias contemporâneas sobre a atenção destacam processos cerebrais que estão envolvidos na escolha de objetos relevantes do campo visual. É como encontrar "Onde está o Waldo" , diz Gaspar, o principal autor do estudo.

"Nossos resultados mostram claramente que esta é apenas uma parte da equação e que a supressão ativa dos objetos irrelevantes é outra parte importante . "

Dada a proliferação de dispositivos de consumo de distração em nosso impulsionada pela tecnologia, sociedade em ritmo acelerado, os psicólogos dizem que a descoberta pode ajudar os cientistas e profissionais de saúde a melhor tratar os indivíduos com déficits de atenção relacionados com a distração .

" Distração é a principal causa de lesões e morte na condução e outros ambientes arrriscados ", observa McDonald, autor sénior do estudo. " Existem diferenças individuais na capacidade de lidar com a distração . Novos produtos eletrónicos são projetados para chamar a atenção. Suprimindo tais sinais exige esforço , e às vezes as pessoas parecem não conseguir fazê-lo.

" Além disso , os transtornos associados com déficits de atenção , como o TDAH e esquizofrenia, pode vir a ser devido a dificuldades em suprimir objetos irrelevantes em vez de dificuldade em escolher os relevantes . "

Os pesquisadores agora estão voltando sua atenção para a compreensão de como lidamos com distrações. Eles estão olhando para quando e por que não podemos suprimir objetos potencialmente perturbador, se alguns de nós são melhores em fazê-lo e por que esse é o caso.

"Há evidências de que as habilidades de atenção diminuem com a idade e que as mulheres são melhores que os homens em determinadas tarefas de atenção visuais ", diz Gaspar, o primeiro autor do estudo.

O estudo foi baseado em três testes em que 47 alunos realizaram uma tarefa de busca visual que requeria atenção. A idade média foi 21. Os pesquisadores estudaram os processos neurais relacionados à atenção, distração e supressão gravando sinais cerebrais elétricos de sensores embutidos num boné que usavam (ver imagem acima).

A Simon Fraser University está classificada entre as melhores universidades abrangentes do Canadá e é uma das 50 melhores universidades do mundo com menos de 50 anos de idade. Com campus em Vancouver, Burnaby e Surrey , BC, SFU envolve-se ativamente com a comunidade na sua pesquisa e ensino, oferece quase 150 programas para mais de 30.000 estudantes , e tem mais de 125 mil alunos em 130 países .

Imprimir

Abertura do Curso de Preparação para o Exame de Código B/B1

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Abriu o Curso de Preparação para o Exame de Código B/B1

Este é o primeiro MOOC da Escola.org, clica na imagem para ver a página de apresentação do Curso.

 

Este curso é gratuito e decorre de forma sequencial. Haverá mais capítulos semanais e mudanças diárias, nas secções já publicadas.

O objectivo final é que tu nos ajudes a ajudar-te, participando nos fóruns, lendo os documentos e slides que colocamos, resolvendo os exercícios, vendo os vídeos, comentando e pedindo ajuda sempre que necessário.

Vamos estar aqui para te ajudar e assim ajudar todos os alunos do curso de Preparação para o Exame de Código B/B1.

Imprimir

Até 2018 Portugal vai perder 40 mil estudantes

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em EnsinoBlogue

Já escrevo sobre este tema desde 2010, a cada ano que passa a situação piora.

mais-filhos

Em 2010 já tinha alertado que em 2033 não haverá mais Escolas Primárias de proximidade. Também nesse ano escrevi que em média a família Portuguesa não tem 1 único filho! A consequência é o envelhecimento da população portuguesa, com a inevitável desertificação de Trás-os-Montes e Alentejo, além de provocar cortes sucessivos na Educação.

Porque é que o Estado não intervém?

Porque não quer... porque com a diminuição dos Estabelecimentos Escolares do 1.º Ciclo está a poupar dinheiro. Um argumento falacioso porque, a longo prazo, a falta de nascimentos vai colapsar a sociedade portuguesa.

"De acordo com as previsões da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC), desde o ano letivo 2011-2012 até 2017-2018, o primeiro ciclo deverá perder 40 mil alunos, com especial destaque para o Alentejo e o Norte do país.

No segundo ciclo a perda será menos acentuada, mas ainda assim representativa.

Só o terceiro ciclo deverá escapar à tendência e aumentar o número de estudantes em cerca de dois mil, impulsionado pelo aumento da escolaridade obrigatória."

Enviar Atividades e Recursos

Olá amigos do ensinobasico.com, para enviar fichas e atividades, ou promover ideias e projetos poderá enviar-me um documento através do UP! ou através do email: [email protected] Aguardo a vossa contribuição! Até mais.

Clique para enviar o documento