Imprimir

Dicas contra o Cyber Bullying

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em Bullying

Violência no Ciberespaço


- Todos se lembram do bullying na escola. Talvez tenham roubado a sua bicicleta, ou espalhado um boato sobre si.
Infelizmente para os seus filhos, o bullying actual está mais desenvolvido. Isso porque as intimidações podem acontecer no terreno da escola, mas também podem ser no ciberespaço.
- O Cyberbullying está em ascensão, e os maus não são sempre quem você pensa. A intimidação pode vir de uma menina que espalha boatos sobre um ex-amigo, ou um estudante tentando se vingar de um professor que lhe deu uma nota má, ou um grupo de miúdos a fazer uma partida a um colega desavisado. O Cyberbullying é um fenómeno complexo.
- Os intimidadores são engenhosos e têm tantas ferramentas de alta tecnologia à sua disposição, como telefones celulares, pagers, websites, blogs, chats, mensagens instantâneas ou e-mails. Eles podem ir a um site e convidar outras pessoas para intimidar a vítima, pedindo-lhes que comentem a sua imagem. Eles podem criar uma página web que se parece com a que pertence à pessoa que está ser intimidada, mas é mal-intencionada. Eles podem digitar o endereço de email da vítima e fazer spam a partir de sites que nunca visitou. Podem colocar fotos embaraçosas ou até mesmo usar uma ferramenta como o Photoshop para ajustar a imagem e torná-la diferente.

Embora o cyberbullying seja um fenómeno relativamente novo. Há coisas que você pode fazer para ajudar:

 

  • Certifique-se de que seus filhos se sentem confortáveis para lhe contarem um problema. Muitas crianças temem que seus pais as culpem e retirem os seus privilégios de internet.

  • Não enfrentem o agressor a menos que você tenha 100 por cento de certeza que não vai piorar as coisas para seu filho. Os agressores, muitas vezes, tornam-se piores quando os pais intervêm.

  • Faça uma pesquisa no Google pelo nome do seu filho na web para que você possa identificar eventuais casos em que ele foi intimidado, ou publicamente embaraçado.

  • Não deixe o seu filho manter-se em perfis de sites como redes sociais. Tornam-se alvos fáceis para os agressores.

  • Aprenda a bloquear a interação indesejada através da lista de amigos.

  • Mantenha cópias impressas de todas as mensagens de bullying na sua totalidade.

  • Introduza a ideia na escola do seu filho que devem existir preocupações curriculares contra o bullying.

Fonte: WiredSafety.org