Imprimir

Cromatografia das folhas

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em Outono

O Outono é uma estação do ano surpreendente.

Todas as estações implicam uma mudança no aspecto da Natureza. O Outono cativa o nosso olhar com os seus tons verdes, amarelos, castanhos e vermelhos. As árvores de folha caduca perdem gradualmente a coloração verde porque as concentrações de clorofila das suas folhas diminuem no Outono.

A Clorofila é uma molécula muito semelhante à Hemoglobina, mas possui Mg (Magnésio) enquanto a Hemoglobina possui Fe (Ferro). A fórmula química da Clorofila é C55H70O6N4Mg . Uma característica importantíssima da clorofila, é a sua capacidade transformar a energia da luz solar em energia química, através do processo de fotossíntese, no qual, a energia absorvida pela clorofila transforma dióxido de carbono e água em carboidratos e oxigénio. Para os seres vivos aeróbicos (que dependem do oxigénio para respirar), a libertação do oxigénio é vital para a sua sobrevivência.

As clorofilas podem ser extraídas das proteínas usando um solvente orgânico como a acetona ou o metanol, e separadas através de cromatografia em papel.

Esta atividade é sobre a cromatografia em papel. Vamos explicar como poderá realizar esta experiência e obter um resultado semelhante à ilustração seguinte.

O primeiro passo é reunir cerca de 8 folhas de cada cor, verde, amarela e vermelha. 

Vamos preparar as folhas de cada cor separadamente. Colocamos as oito folhas de uma cor recortadas em pequenos pedaços dentro de um almofariz (recipiente de esmagamento), adicionamos uma colher de areia e esmagamos muito bem os pedaços de folha. A próxima ilustração resume o processo:

Esmage bem a mistura durante 3 a 4 minutos. Em seguida verta acetona para o almofariz até cobrir toda a mistura. Aguarde cerca de 10 minutos que deverão ser suficientes para observar que a parte líquida adquiriu uma coloração.

O próximo passo é a decantação do líquido. Inclinando o almofariz verta o líquido para outro recipiente, separando a mistura sólida da líquida, como mostra a imagem.

Por fim utilizamos as tiras de papel, mergulhamos a ponta do papel na mistura líquida permitindo que o papel a absorva. Observe a imagem.

O papel vai apresentar uma graduação de cor característica.

Algumas conclusões que se podem tirar é de que do verde para o amarelo, a concentração de clorofila diminuiu mas ainda está presente, o suficiente para esconder o pigmento vermelho (caroteno). A folha vermelha já não tem uma concentração significativa de clorofila, o caroteno é agora dominante e por isso observamos a cor vermelha na tira de papel.