Imprimir

25 de Abril Poemas, Power Point, Livros

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em 25 de Abril

Vamos divulgar materiais pedagógicos para o tema do 25 de Abril e abrir um cantinho especial para este tema no menu dos recursos educativos.

25-de-abril-de-1974 thumb2

Se tem materiais pedagógicos para divulgar envie-os para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Liberdade
Sérgio Godinho
Canções de Sérgio Godinho
Assírio e Alvim

Viemos com o peso do passado e da semente
esperar tantos anos torna tudo mais urgente
e a sede de uma espera só se ataca na torrente
e a sede de uma espera só se ataca na torrente

Vivemos tantos anos a falar pela calada
só se pode querer tudo quanto não se teve nada
só se quer a vida cheia quem teve vida parada
só se quer a vida cheia quem teve vida parada

Só há liberdade a sério quando houver
a paz o pão
habitação
saúde educação
só há liberdade a sério quando houver
liberdade de mudar e decidir
quando pertencer ao povo o que o povo produzir.

 

ABRIL DE ABRIL
Manuel Alegre
30 Anos de Poesia
Publicações Dom Quixote

Era um Abril de amigo Abril de trigo
Abril de trevo e trégua e vinho e húmus
Abril de novos ritmos novos rumos.

Era um Abril comigo Abril contigo
ainda só ardor e sem ardil
Abril sem adjectivo Abril de Abril.

Era um Abril na praça Abril de massas
era um Abril na rua Abril a rodos
Abril de sol que nasce para todos.

Abril de vinho e sonho em nossas taças
era um Abril de clava Abril em acto
em mil novecentos e setenta e quatro.

Era um Abril viril Abril tão bravo
Abril de boca a abrir-se Abril palavra
esse Abril em que Abril se libertava.

Era um Abril de clava Abril de cravo
Abril de mão na mão e sem fantasmas
esse Abril em que Abril floriu nas armas.

 

 

 

GRÂNDOLA VILA MORENA
José Afonso
(LP, Cantigas do Maio, Orfeu, 1971)

Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade

Dentro de ti, ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena

Em cada esquina um amigo
Em cada rosto igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade

Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto igualdade
O povo é quem mais ordena

À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola a tua vontade.

CANTATA DA PAZ
Sophia de Mello Breyner Andresen
(CD Canções Com Aroma de Abril, Strauss, 1994)

Vemos, ouvimos e lemos
Não podemos ignorar
Vemos, ouvimos e lemos
Não podemos ignorar

Vemos, ouvimos e lemos
Relatórios da fome
O caminho da injustiça
A linguagem do terror

A bomba de Hiroshima
Vergonha de nós todos
Reduziu a cinzas
A carne das crianças

D'África e Vietname
Sobe a lamentação
Dos povos destruídos
Dos povos destroçados

Nada pode apagar
O concerto dos gritos
O nosso tempo é
Pecado organizado

Attachments:
FileDescriptionEnviado porFile size
Download this file (25 de Abril.doc)25 de Abril.docPoemas sobre o 25 de Abril 89 kB
Download this file (Era uma vez 25 de Abril.ppt)Era uma vez 25 de Abril.pptMuito Bom power point sobre o 25 de Abril 5504 kB

Enviar Atividades e Recursos

Olá amigos do ensinobasico.com, para enviar fichas e atividades, ou promover ideias e projetos poderá enviar-me um documento através do UP! ou através do email: [email protected] Aguardo a vossa contribuição! Até mais.

Clique para enviar o documento