Imprimir

Actualidade - Professor maltratado e Bullying

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em Bullying

Professor maltratado por alunos preferiu morrer a voltar ao 9.º B

Nas últimas horas existiram desenvolvimentos no caso do Leandro. Parece-me estranho a PSP não considerar o afogamento como suicídio, porque o rapaz não entrou no rio Tua com ideia de se refrescar. Uma surpresa é a divulgação de um segredo bem guardado que ocorreu antes do Carnaval. Um professor maltratado numa Escola de Sintra preferiu morrer a regressar à turma que o maltratou. Tinha 51 anos e era professor de Música na Escola Básica 2.3 de Fitares, em Rio de Mouro, Sintra. A Escola recusa falar do caso.

"Luís não avisou ninguém do acto radical. Mas radicalizou, segundo a família e os colegas, os apelos junto da direcção da escola para que resolvesse a indisciplina, em particular naquela turma. Fez várias participações que não terão tido seguimento. O PÚBLICO tentou ouvir a directora da escola, que justificou que só presta declarações mediante autorização da Direcção Regional de Educação de Lisboa. Fizemos o pedido e não recebemos resposta. Contudo, foi possível apurar que a Inspecção-Geral da Educação tem participações do alegado incumprimento da legislação sobre questões disciplinares por parte da direcção daquela escola."

Os quatro vértices da notícia: história do professor, posição dos país, declaração de sindicatos, posição do Ministério da Educação.
História do Professor

Pais e professores de Fitares indignados com associação entre suicídio e indisciplina dos alunos


Posição Pais

Ministério da Educação abre inquérito ao suicídio de professor

Posição do Ministério da Educação

FNE defende responsabilização dos pais pelos actos dos alunos

Declaração FNE


Em Mirandela
O inquérito terminou e conclui que o jovem Leandro não se queria matar.

Ligação para a notícia

Imprimir

Boa iniciativa contra Violência

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em Bullying

Boa iniciativa contra Violência Escolar

Tanta discussão tanto debate e parece que encontram algumas ideias brilhantes. Já tinha dado algumas medidas contra a violência escolar agora a FERLAP  propôs a criação de uma nova profissão "Animadores dos Recreios" função que pode ser desempenhada por funcionários e professores dentro dos horários dos recreios. Basta haver vontade e esta medida tem custo ZERO.

"O que se pretende" - defende a FERLAP - é que o sistema educativo "aja e não apenas que reaja" quanto à questão de violência nas escolas.

"Agir implica prevenir, ora para prevenir é necessário que haja um investimento na Educação", concretiza a Federação Regional de Lisboa de Associações de Pais.

Fonte da notícia
Imprimir

Violência Escolar Incógnita (actualização)

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em Bullying

Será que é por vergonha?

Desde terça-feira a Escola ainda não contactou pais do Leandro que se atirou ao Tua.

-A tia de Leandro comenta assim esta situação: "Nem uma palavra de solidariedade. A família merecia maior respeito".

Merece as condolências e muito mais! Merece o apuramento da verdade, a justiça para responsáveis e uma indemnização de acordo com a sofrida perda que sentem porque nem sequer o funeral conseguem fazer passada uma semana de buscas."Os bombeiros têm sido incansáveis. Bem sabem como é importante para a família encontrar o menino, poder fazer-lhe um funeral", comenta a tia.

Ligação para a notícia
Imprimir

bullying 3 vídeos chocantes

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em Bullying

Estes 3 vídeos de "bullying" são chocantes.

Os criminosos gabam as suas perseguições no youtube.(já removidos)

http://www.youtube.com/watch?v=OgNdHFw7U84&NR=1

http://www.youtube.com/watch?v=N0K7E9owtdA&feat...

http://www.youtube.com/watch?v=van02CXDtMw&feat...

"Menino com atraso mental permanentemente atormentado por gandulos já com corpo e idade para estarem a trabalhar!

Chamam a isto Bullying? Isto é cobardia, perseguição, tortura! E esta é uma história soft, em termos relativos. Há "meninos" destes, nas nossas escolas, que estão metidos nos mais hediondos crimes que se possa imaginar!
Entendem agora porque é que há meninos que se suicidam?"

Ligação para a notícia
Imprimir

Medidas contra a Violência Escolar

Escrito por David Azevedo ligado . Publicado em Bullying

5 Medidas contra a Violência Escolar

1. reforçar a autoridade dos professores e dos conselhos executivos das escolas.

2. diminuir para 12 anos a idade da imputabilidade dos menores.

3. criar escolas de "Time-Out". Estas escolas funcionam como medida preventiva e precedem a extinção de benefícios financeiros aos Encarregados de Educação.

4. criar coimas para penalizar os Encarregados de Educação com meios financeiros e que não estão abrangidos pela anterior disposição.

5. reforçar a Educação para a Cidadania porque é preciso educar correctamente antes de castigar.


Enviar Atividades e Recursos

Olá amigos do ensinobasico.com, para enviar fichas e atividades, ou promover ideias e projetos poderá enviar-me um documento através do UP! ou através do email: [email protected] Aguardo a vossa contribuição! Até mais.

Clique para enviar o documento