Projecto Educação para os Afectos

Divulgação de Projecto Educativo "Eu e os outros" Educar para os afectos" para

Valores Fundamentais a Promover pela Escola

Como unidade sócio-cultural, a Escola tem como função prioritária, a dignificação humana.

Neste sentido, deverá desenvolver os valores enunciados no PEE num espírito:

_ de autonomia; _ de equidade;

_ de atitude crítica; _ de integração no meio;

_ de cidadania; _ de liberdade;

_ de comunidade; _ de promoção de valores humanos;

_ de criatividade pessoal; _ de responsabilidade;

_ de democracia; _ de solidariedade.

_ de ecologia

Com vista à Formação Integral do Ser Humano, que deverá estar preparado para a inovação, tanto na sua vida privada, como na vida profissional, de modo a proporcionar as circunstâncias através das quais as capacidades intrínsecas de cada indivíduo vão desabrochar e desenvolver-se, permitindo a plena expansão da personalidade humana, em todas as suas vertentes, bem como assegurar o desenvolvimento do cidadão consciente dos seus direitos/garantias, do exercício efectivo desses direitos e de uma cidadania participativa, responsável e continuamente defensora nos valores já enunciados.

Metas e Prioridades da Acção Educativa

_ Desenvolver capacidades e competências, tendo em vista a construção de uma progressiva autonomia do aluno:

- Desenvolver a capacidade de raciocínio e a memória;

- Promover a aquisição de técnicas elementares de pesquisa e organização de dados;

- Desenvolver a capacidade de resolver problemas;

- Facultar processos de aprender a aprender

Desenvolver as capacidades de expressão e de comunicação;

- Desenvolver o espírito crítico de modo a construir uma compreensão própria do mundo;

- Estimular o método e organização do trabalho.

_ Promover o desenvolvimento global e harmonioso dos alunos, no sentido de favorecer a sua auto-realização, na dupla dimensão individual e social:

- Estimular o desenvolvimento da autoconfiança e da auto-estima;

- Fomentar o espírito de iniciativa;

- Favorecer o desenvolvimento da criatividade e sensibilidade estética;

- Desenvolver hábitos de trabalho e persistência;

- Fomentar o gosto pela actualização permanente de conhecimentos;

- Promover um relacionamento positivo com os outros, no apreço pelos valores da justiça, da verdade e da solidariedade

Criar condições que permitam apoiar compensatoriamente carências individualizadas e

detectar e estimular aptidões específicas e precocidades por forma a garantir a igualdade de oportunidades para alcançar o sucesso educativo.

_ Promover o desenvolvimento de valores, atitudes e padrões de comportamento que contribuam para a formação de cidadãos conscientes e participativos numa sociedade democrática:

- Favorecer a interiorização dos princípios universais de justiça, tolerância, solidariedade e cooperação;

- Estimular a aprendizagem de relações positivas do indivíduo com o ambiente, no sentido de criar um espírito de responsabilização individual e colectiva na solução e prevenção de problemas ambientais;

- Estimular a preservação de espaços colectivos, concretamente a Escola;

- Desenvolver o sentido de responsabilidade;

Assegurar a Educação para a Sexualidade integrada numa educação para os afectos;

- Educar para o Conhecimento e Valorização dos Direitos Humanos.

_ Assegurar a aquisição e o domínio dos saberes específicos das várias disciplinas curriculares, procurando articulá-los numa perspectiva globalizante.

_ Assegurar o domínio da Língua Portuguesa (numa perspectiva de transversalidade), enquanto suporte fundamental da comunicação, do acesso ao conhecimento, da criação e fruição da cultura e da participação na vida social.

_ Favorecer a participação dos professores e do pessoal não docente em actividades de formação contínua, de modo a melhorar a qualidade do seu desempenho profissional;

_ Fomentar um clima positivo de relações humanas, baseado na abertura, na transparência, na cooperação e na convivialidade.

Promover a valorização e humanização dos espaços educativos.

_ Dotar a Escola de equipamentos e recursos adequados à concretização das suas políticas educativas.

_ Fomentar as interacções entre a Escola e o meio em que se insere, favorecendo a afixação da população estudantil estabelecendo parcerias com:

- associações culturais, recreativas e desportivas;

- organizações empresariais e não empresariais.

_ Estabelecer um relacionamento construtivo com as entidades e instituições exteriores à Escola.

_ Divulgar, discutir e fazer cumprir o Regulamento Interno.

_ Incrementar a dinamização cultural da Escola, apoiando propostas dos alunos e de todos os intervenientes da Comunidade Educativa.

_ Melhorar o aspecto físico da Escola através de um projecto de requalificação dos espaços.

Diversificar e recriar os espaços.

_ Promover a segurança na escola.

_ Optimizar os recursos existentes.

_ Fomentar a inovação e utilização das tecnologias da informação e comunicação.

_ Assegurar o ensino generalizado das ciências e tecnologias e o desenvolvimento da curiosidade e conhecimentos científicos, assentes na observação e experimentação.

_ Oferecer cursos profissionais tendo em conta as necessidades locais e regionais, assim como as aptidões vocacionais dos alunos.

_ Exercer autonomia institucional com referência aos princípios e objectivos gerais determinados pelo Estado.

_ Assegurar a inter-relação equilibrada do saber e o saber-fazer, a teoria e a prática, a cultura escolar e a cultura do quotidiano.

Educar para a saúde, suporte do bom desenvolvimento e da qualidade de vida pessoais, nomeadamente através de hábitos alimentares equilibrados e saudáveis, da aquisição de hábitos de higiene e da promoção de estilos de vida saudáveis.

_ Dar estímulos organizacionais, assentes numa cultura organizacional para motivação, empenho e participação activa e criativa dos elementos da comunidade educativa, que propõe uma liderança democrática, humanizada, transparente, equitativa e ancorada no valor da cidadania.

_ Assegurar a disciplina numa perspectiva positiva e integradora, para o bom desenrolar do processo ensino-aprendizagem e relacionamento inter-pessoal.

_ Desenvolver políticas de prevenção de toxicodependências (quer de drogas legalizadas ou outras).

_ Desenvolver a consciência da necessidade de fixação da população no Concelho, de modo a combater a desertificação rural.

Com o grande objectivo de construirmos um cidadão que:

_ Exerça e faça exercer a cidadania:

- crítico e criativo em relação ao meio social;

- capaz de uma reflexão consciente sobre os valores espirituais, estéticos, morais e cívicos;

- aberto ao diálogo e troca de opiniões;

- respeitador dos outros, das suas ideias e culturas.

_ Desenvolva a competência de :

- aprender ao longo da vida;

- se adaptar às alterações do meio (sociais e outras);

- aceitar, problematizar e entender as investigações da condição humana (física, biológica,

psíquica, cultural, social e histórica).

Áreas prioritárias a desenvolver num horizonte de quatro anos lectivos:

Áreas prioritárias a desenvolver de modo a atingir as Metas e Prioridades definidas no PEE,

acima referidas:

_ Promover a língua materna;

_ Educar para o ambiente e segurança;

_ Educar para a saúde:

- Prevenção primária das toxicodependências;

- Educar para uma alimentação saudável;

- Educar para a sexualidade e afectos;

- Promover o sucesso escolar;

_ Combater o abandono escolar;

_ Promover a orientação vocacional e profissional;

_ Educar para a cidadania;

_ Educar para atitudes e valores.

Pode descarregar os ficheiros em anexo.