Gramática - Expressões de realce

Gramática - Expressões de realce

Vejamos os seguintes exemplos:

Desde ontem que te esperava.

O Manuel é que sabe onde está o primo.

Foi ali que se travou a batalha de Asseiceira.

Era ele que queria ir à discoteca.

Quanto não vale o amor dos pais!

Eu não vou à festa.

Ele sabe porque diz isso.

Pobre do moço!

Se tirarmos a cada uma das orações as palavras escritas em tipo mais negro (que, é que, foi que, era que, não, , e do), o sentido não se altera. Essas palavras servem, porém, para dar mais realce às frases. Chamam-se, por isso, partículas de realce, e também expletivos ou palavras expletivas (desnecessárias), e servem, portanto, para dar força e graça à frase.