Imprimir

Método das 28 Palavras casa

Escrito por David Azevedo ligado .

Palavra número 8 casa

Divulgamos esta história que utiliza este método das 28 palavras.

O Professor começa por ler a história, depois parte para as palavras. Por cada palavra o Professor divide-a em sílabas e os alunos jogam as combinações possíveis. Importante é não passar de palavra até que a memorização visual e sonora esteja estabelecida.

Attachments:
FileDescriptionEnviado porFile size
Download this file (MetodoPALAVRAS.doc)MetodoPALAVRAS.docLivro com uma história do método das 28 palavras 710 kB
Imprimir

Método das 28 Palavras mamã

Escrito por David Azevedo ligado .

A palavra mamã

Esta palavra antecede a palavra leque que revelamos como sendo a sexta palavra, portanto mamã é a sexta e leque a sétima.

Na iniciação desportiva equivaleria a pôr a criança, primeiro, em contacto com a modalidade em questão, vendo primeiramente e depois colocá-la em contacto com a bola (por exemplo) em situação de jogo, tomando contacto directo e imediato com a modalidade que depois iria dominando à medida que as dificuldades lhe fossem surgindo e de harmonia com as capacidades de cada aluno da sua turma. As correcções necessárias seriam sempre feitas em situação corrente de jogo jogado. As atitudes e os movimentos necessários nunca seriam analisados fora do contacto do jogo corrente. Tudo seria visto globalmente; por isso o método também se chama Global.

Fonte matematica-leitura.planetaclix.pt
Imprimir

Método das 28 palavras 6 Leque

Escrito por David Azevedo ligado .

A palavra número 6 Leque

No placar, junto da gravura,  colocámos um cartão contendo a palavra manuscrita e também em letra de imprensa. A partir daqui todas as crianças puderam ler a palavra. Nesta altura, o professor deu a cada criança um cartão com a palavra menina - manuscrita de um lado e impressa do outro. (A criança vai começando a fazer a sua caixa  de leitura, guardando as palavras ensinadas.)

Em casa, recortámos  de revistas ou jornais, figuras de meninas a nosso belo prazer, que colocámos  no caderno escrevendo por baixo a palavra manuscrita.

Quando as crianças mostraram já saber escrever a palavra, o professor mandou-nos  ao quadro.

Só passámos  para a segunda palavra ( e isso é de extraordinária importância para a obtenção dos objectivos a atingir) quando todas as crianças já sabiam escrever a primeira.

Este jogo foi muito bom  e todos nós  ficámos muito interessados.

Surgiu, então,  a 2ª palavra - menino - usando a mesma técnica empregue na primeira palavra. (É importante substituir as palavras manuscritas pelas de imprensa para que as crianças notem as diferenças, constituindo uma parte importante na aprendizagem.)

Em seguida, surgiu  a palavra sapato e ouvimos a história da Gata Borralheira . (Sempre que surja uma nova palavra, esta deverá ser colocada no placar com a ficha-palavra correspondente.)

A 4ª palavra-chave foi bota, seguindo a mesma orientação dada para as palavras anteriores. Nós gostámos muito da história " O Gato das Botas".

(Estas 4 palavras devem ser cuidadosamente dadas para que os alunos adquiram a segurança necessária.)

Para conhecermos as sílabas ,os alunos leram pausadamente, acompanhada com batimentos ( palmas). Ao mesmo tempo surgiram no placar as sílabas das palavras aprendidas e as crianças associaram as sílabas às palavras-chave. (É importante que todas as sílabas fiquem perfeitamente conhecidas.)

A partir daqui surgiu a palavra uva, que também foi recortada em sílabas no momento próprio. Depois de vários exercícios com as palavras aprendidas, o professor decompôs as mesmas até chegarmos às vogais.

Fonte Prof2000.pt
Imprimir

Método das 28 palavras 5 a Uva

Escrito por David Azevedo ligado .

A palavra número 5 Uva

O professor acaba por escrever a palavra numa tira de papel com cerca de 3 a 4 cm de largura e de comprimento suficiente, e através duma leitura lenta e sincopada determinar onde acaba cada sílaba. E à frente dos alunos corta-se a tira de papel de modo  que todas as sílabas fiquem separadas. E os alunos, com esses pedaços de papel/sílabas, reordenam/sintetizam novamente a palavra original.

Imprimir

Método das 28 Palavras 4 de 28

Escrito por David Azevedo ligado .

Palavra número quatro - BOTA

Fundamentos históricos do Método Global (analítico)

O método global surgiu na história da pedagogia da leitura em 1655, com Comeniuns, esse método apresenta a palavra associada a representação gráfica de seu significado, para que possa ser aprendida como um todo, sem a tortura da soletração enfatizando a importância do interesse da compreensão para a aprendizagem da leitura. Assim, Nicolas Adam apresenta, já no século XVIII, a ideia de ensinar a criança a ler do mesmo modo como aprende a falar. Insiste, ainda em permanecer o maior tempo possível na fase global até a manifestação analítica do trabalho mental pela criança, isto é, até que a própria criança adquira maturidade para iniciar, por si mesma, a fase analítica. A criação do método global, não se trata de um aperfeiçoamento dos métodos anteriores, mas de uma ruptura, pois, até então, o trabalho mental realizado pelo aprendiz era de natureza sintético – analítica, passando a ser de natureza oposta, analítico – sintética. Apesar disso, pode-se perceber uma ligação, uma continuidade na história, quando se analisa a base de cada método. Entretanto foi o médico e professor Ovídio Decroly, o grande teórico e prático do método global. Contudo, o método global puro não foi posto em prática, exceto em casos excepcionais. Desta forma, a grande maioria dos manuais de leitura apresentavam um método “misto”, baseado principalmente na silabação, visto que se encontrava, frequentemente, neles ainda no primeiro dia de aula, a análise da palavra, seguida de exercícios de silabação. Apesar de poucas referencias sobre o método misto, é necessário ressaltar ainda o grande desenvolvimento que obteve no século XX. Caracteriza-se por uma fase inicial, global, com uma passagem rápida e forçada para a análise/síntese, cujo princípio básico é o trabalho simultâneo. Finalmente pode-se considerar que o segundo período da história da aprendizagem da leitura foi caracterizado pela criação de outro método de orientação sintética (fónico e silábico) e de orientação analítica (o global, em suas diversas modalidades). E oscilando entre a análise e a síntese, aparecem ainda os métodos mistos, motivados, provavelmente, pelo desejo de colocar um fim na questão dos métodos analíticos e sintéticos. Deste modo, é conveniente dizer que foi este o período dos métodos por excelência, caracterizado pela disputa entre si, pois durante mais de um século, os defensores dos métodos analíticos mantiveram-se em conflito com os adeptos dos métodos sintéticos.

Fonte Niara Printes

Enviar Atividades e Recursos

Olá amigos do ensinobasico.com, para enviar fichas e atividades, ou promover ideias e projetos poderá enviar-me um documento através do UP! ou através do email: [email protected] Aguardo a vossa contribuição! Até mais.

Clique para enviar o documento