O projeto "Democracia para Menores" da cidade de Castelo Branco

Projeto "Democracia para Menores" vai chegar a várias escolas de Castelo Branco nas aulas de educação para a cidadania.

A democracia é para todos, ​​​​​​incluindo para os mais jovens, mas às vezes parece que falta a participação, a opinião e as queixas dos mais novos.

Ana Luísa Santos, da associação Ecogerminar, considera que há jovens com boas ideias, que "sabem o que querem", mas "não sabem expor", sendo isto o "crucial" do projeto, "saber debater e levar o problema avante".

O projeto "Democracia para Menores" quer criar cidadãos mais participativos ainda durante as idades escolares, através de jogos didáticos para "perceberem o que é isto da democracia". A responsável explica ainda que, além da democracia, vão ser abordados temas como o ambiente, os direitos humanos, o voluntariado vão aprendendo da forma mais didática possível.

Uma assembleia com os jovens a apresentar recomendações políticas, numa espécie de concurso, é o fim do programa. "Serão feitos trabalhos práticos sobre temas que eles vão escolher e e queremos, através de redes sociais, o direito ao voto, ao nível da escola e da comunidade", explica, sendo que os grupos que vencerem participam na assembleia onde estarão presentes presidentes da junta e da câmara.

O projeto "Democracia para Menores" pretende chegar a cerca de 120 jovens do oitavo e novo ano da cidade de Castelo Branco e vai decorrer durante as aulas de educação para a cidadania.



Fonte do artigo