Usando o Drama e o Ensino de Pares para reduzir Bullying

Agindo contra o assédio moral: Usando o Drama e o Ensino de Pares para reduzir Bullying

-Apesar da extensa evidência de que o ensino de pares pode ser uma poderosa ferramenta pedagógica, é raramente utilizada no ensino curricular normal. Como abordar o problema do bullying, com considerável compreensão e habilidade?

Conceitos Fundamentais:

  • A gama de tipos e contextos de bullying;

  • Três estágios de escalada do bullying - latente, emergente e manifestado;

  • As partes envolvidas - invariavelmente três: a pessoa ou pessoas agressoras, as intimidadas e as espectadoras - deve-se evitar as expressões "vítima" e "o valentão", sublinhando que todos os seres humanos têm a propensão para assumir qualquer um desses três papéis, e todos os três, em especial o espectador, tem o poder de agir para corrigir o bullying;

-Estes conceitos são ensinados através do teatro. O Drama remove a "culpa", explorando de forma neutra a dinâmica e os mecanismos de bullying em contexto. As situações podem ser encenadas para mostrarem o comportamento do bullying, mas as emoções continuam encenadas, e os participantes estão sempre em controlo. É importante lembrar que o drama é um jogo imaginativo, onde os alunos podem explorar qualquer experiência em segurança, fingindo que é real embora sabendo que é ficção.

Será que a actuação dramática contra o assédio moral funciona?

As estatísticas recentes mostram que após o programa:

  • 97% dos alunos foram capazes de identificar as três fases;

  • 87% afirmaram que foram mais capazes de reconhecer quando o bullying estava a acontecer;

  • 87% acreditavam que o bullying pode ser interrompido;

  • 64% acreditavam que eles eram capazes de responder ao assédio moral;

  • 70% acreditavam que eles tinham aprendido a gerir melhor situações de bullying;

  • A maioria dos espectadores acreditam que tinham o poder para melhorar a situação da violência nas escolas;

  • Mais de 80% dos professores acham que o programa deve ser incorporado de forma permanente em suas escolas;

Todas as evidências mostram que as três chaves para agir contra o assédio moral são:

  • A gestão qualificada do trabalho estruturado do drama;

  • A confiança na capacidade dos alunos colocarem em prática o que aprenderam com a experiência dramática;

  • Forte apoio da administração escolar;

  • Com estes três factores, qualquer escola pode implementar programas dramáticos contra o bullying.

 

Retirado do livro "Cooling Conflict" de  John O’Toole e Bruce Burton