Estado do Ensino Especial (actualização)

O estado da Educação Especial

Hoje surgiram três notícias sobre o ensino especial. Cada notícia aborda um vértice de um triângulo composto por Pais e Professores, Ministério da Educação, e Sindicatos.

  • Os Pais e Professores reclamam mais apoios para o Ensino Especial. "Professores e pais denunciam que as escolas de referência criadas para as crianças cegas e surdas não estão a dar a resposta adequada. "Um ciclo que não se quebra sem uma aposta séria na qualidade do ensino", avisa Carlos Lopes, da Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal (Acapo)."
  • O Ministério da Educação afirma estar disponível para fazer "reajustes" nas redes de escolas de ensino especial e que está "a recolher dados referentes às redes de escolas de referência [de ensino especial] para, caso se considere necessário, proceder a reajustes no próximo ano lectivo".
  • Quanto aos sindicatos (FENPROF) reafirmam que a aplicação da CIF (ligação ao documento) é um atentado à escola inclusiva. Relembro que a aplicação do CIF permitiu que cerca de 20.000 alunos deixassem de receber ajudas, de entre estas crianças estão todas as crianças com dislexia e com hiperactividade.
Vértice  Pais e Docentes
Vértice Ministério da Educação
Vértice Sindicatos